terça-feira, 11 de setembro de 2012

Ex jogador do “Galo”


Derrota craque sueco

Numa partida sem grandes emoções, realizada no último fim de semana, o time do veloz Euler conseguiu uma vitória apertada sobre a equipe do craque sueco, recém contratado pelo PSG... Calma, tenho a impressão que o matungo pirou de vez e acha que esta coluna é sobre futebol. Não é nada disso. A principal atração do último domingo no Hipódromo da Gávea foi o GP Doutor Frontin, do Grupo II, em 2.400 metros, grama macia. E, finalmente, confirmando o se esperava desde a estreia, Filho do Vento conseguiu a vitória, resistindo na fase decisiva, ao insistente ataque de Ibrahimovic. A terceira colocação pertenceu a Tônemaí, que em determinado momento da reta ficou meio encerrado. Sending Kisses e Nohar completaram o marcador. O vencedor, que pertence ao Stud Alvarenga, foi conduzido por Vagner Borges, ainda cumprindo suspensão, e apresentado em forma perfeita por Dulcino Guignoni. Para a milha e meia, em pista macia, sem cerca móvel, Euler, quer dizer, Filho do Vento marcou 150s38.

Stockholder e High Jinks brilham no feriado

A programação da última sexta-feira, na Gávea, feriado de 7 de setembro, foi bastante movimentada, com a realização de duas carreiras bem interessantes. No GP Professor Nova Monteiro, do Grupo III, em 2.100 metros, areia macia, vitória extremamente fácil do alazão Stockholder, que se impôs aos adversários, mostrando grande superioridade e sem dar qualquer trabalho ao jóquei Henderson Fernandes. Desejado Fighter, que liderou boa parte da prova, formou a dupla, deixando afastados Vendel e Nozze Di Fígaro que correram pouco. Dulcino Guignoni apresentou o defensor da Coudelaria Barcelona. Ainda no feriado foi disputada a Prova Especial Garbosa Bruleur, em 1.400 metros, grama macia. Deslocando apenas 50 quilos e recebendo boa direção de Carlos Henrique, High Jinks dominou Glorfindell nos últimos metros, vencendo em final emocionante. A ganhadora assinalou o tempo de 82s95. O treinador Júlio Cezar Sampaio apresentou as duas primeiras colocadas.

 Heaven Fleur levou a melhor no Clássico Sandpit

O destaque da corrida de sábado no Hipódromo da Gávea foi o Clássico Sandpit, em 2.000 metros, grama macia, para potros de 3 anos. Com bons valores da nova geração no campo da carreira, o favoritismo recaiu sobre Micro Chip, que vinha de correr a milha da semana do GP Brasil e já havia vencido prova importante entre os mais novos. O train violento movido por Fluente, que disparou na liderança, livrando vários corpos, certamente desorientou de certa forma os pilotos dos demais participantes. Nos 400 metros finais o gás do ponteiro literalmente acabou e os adversários se apresentaram. E entre estes, com meio metro de língua para fora, Heaven Fleur dominou a prova sem luta e fugiu para o disco para vencer com autoridade, sob a direção de Dalto Duarte. Mr.Lam, atropelando por dentro, formou a dupla, deixando o favorito Micro Chip na terceira posição. O ganhador foi apresentado por Júlio Cezar Sampaio e é de criação e propriedade da Coudelaria Jessica, que no fim de semana venceu algumas das mais importantes provas clássicas no eixo Rio-São Paulo. O tempo da carreira foi 120s59.

Frases que merecem ser lidas

Neste espaço matungo-cultural, mais uma frase que merece destaque:

“Nenhum mentiroso tem uma memória suficientemente boa para ser um mentiroso de êxito." (Abraham Lincoln)
Rapidinhas

* No feriado da última sexta-feira, reunião de gala em Cidade Jardim, com destaque para o GP Ipiranga, que abriu a Quádrupla Coroa de potros. E na importante milha de Grupo I, vitória de Hawk’s Eyes com Antônio Correa da Silva. É o líder  da geração e forte candidato à conquista do título.

* E a festa das coroas continuou na programação de sábado no Hipódromo Paulistano, mas vou deixar para comentar no Matungão Vibrou, pois preciso de mais espaço do que aqui.

* Force To Force deu um show na última quinta-feira, no Hipódromo do Cristal, ao vencer o Protetora, mostrando que será um osso duro de roer no Bento. Para aumentar ainda mais a felicidade do Edemilson, o leilão de potros do Haras Maluga, realizado à tarde, foi um sucesso. Arambaré neles!

* Surpreendente e boa a participação do amigo Daniel Bauerfeldt, ator da TV Globo, diretor musical e turfista no programa Turfe Espetacular do último domingo na TV Turfe. Mostrou conhecer do riscado e fez boas indicações. Parabéns.

* Uma vitória que me impressionou demais no último fim de semana foi a do potro Tailezin, no sexto páreo de domingo. O filho de Redattore, criação e propriedade de Carlos dos Santos deu um show. Vai ser dos bons.

* Bruno Reis está se recuperando de uma queda que sofreu nos treinos matinais. A torcida é grande para que fique logo bom e volte ao convívio dos amigos.

* O campeonato brasileiro...deixa pra lá.

 O MATUNGÃO VIBROU


Realmente vibrei muito ao assistir, sábado passado, pela televisão, o GP Barão de Piracicaba, do Grupo I, em 1.600 metros, grama, carreira que abriu a Tríplice Coroa de potrancas em Cidade Jardim. A reta final foi emocionante e várias competidoras, como diriam os paulistas, “deram fila” de vitória. Mas, bem por fora, atropelando com excelente ação, surgiu All Is Well, do Santa Maria de Araras, e sem luta dominou as demais, vencendo de forma categórica. Confesso que não estava com o programa nas mãos e logo que o páreo terminou, fiquei impressionado com a excelente direção. Foi aí que descobri que o piloro era o meu amigo Valdinei Gil. Nenhuma surpresa, portanto. É um jóquei de exceção. Vibrei com isso e ainda mais pelo fato de a potranca ser treinada por outro amigo, e grande profissional que é Beto Feltran. Como dizem por aqui “Show de Bola”.

O MATUNGÃO E O TESTE

Não é segredo para ninguém que há pouco mais de dois meses sofri um infarto, mas que não teve maiores consequências, graças a Deus. Lógico que estou ainda em recuperação, com medicamentos, dietas, sem fumar etc..,Mas, sem dúvida alguma, neste fim de semana passei pelo maior teste para cardíaco que poderia ser inventado. O coração mostrou que está zero Km. Tudo começou no domingo, quando Hors Saison, após a partida, estranhou a passagem na reta oposta e tentou cravar, obrigando o Ilson Correa a sofreá-lo. Ficou último a 50 metros do penúltimo. Na reta atropelou bem aberto e perdeu por pescoço. Na segunda-feira, foi pior. Tanios, corrido como gosta, bem atrás e com o jóquei Dalto Duarte, que o conhece bem, atropelou, como sempre, chegou voando baixo, emparelhou com o ponteiro e perdeu por “raspa de focinho”. Estes são os meus dois cavalos, que correram muito bem mas  perderam desta forma...Chega!

As fotos que constam do blog são de autoria de Gerson Martins, Davi Oliveira e colhidas na internet.  

2 comentários:

Mario Veloso disse...

Prezado Marco Aurélio
realmente de chorar, mas pudera; troca a cor da sua farda, PRETO E VERMELHO PESA DEMAIS !!!
abraço grande
sucesso !!!!

Iguacuano disse...

Marco Aurélio,

No domingo tive sorte ao jogar no placê do seu animal, mas na segunda eu sofri, perdi o pick 7 ao cravar seu animal. Faz parte... rsrsrs
Quero te agradecer por abrir as corridas de sábado mandando o abraço para meu ídolo e amigo... meu pai. Ele ficou muito emocionado ao ouvir seu abraço de forma inesperada e eu alegre pela emoção dele. Seu gesto foi de um valor imenso, pode crer.

Abraços,